top of page
  • Foto do escritorClaudia Ruzicki

Hanna Buschbeck "Liebe"

Atualizado: 6 de mai. de 2023




Hanna Buschbeck nasceu em 1906, em Marienburg, na Prússia Ocidental. Ela foi secretária e chefe de um departamento comercial. Entre 1953 e 1964, viveu em Santa Barbara, na Califórnia, onde conheceu pessoas ligadas à parapsicologia experimental. Depois da volta para a Alemanha, perdeu, seguidamente, o marido, a mãe e duas irmãs. Essa cadeia de acontecimentos trágicos motivou-a a dedicar-se intensivamente aos fenômenos parapsicológicos.


A leitura, em 1968, do livro de Friedrich Jürgenson, Comunicação Radiofônica com os Mortos, e a impressão que lhe causou, fez com que Hanna optasse pelas vozes em fita magnética e começasse imediatamente com experimentos próprios. A partir desse momento, e até morrer, ela dedicou todo o seu tempo disponível, e toda a sua forca de vontade e energia, às pesquisas desse fenômeno.


Depois de conhecer Friedrich Jürgenson pessoalmente, não havia mais qualquer dúvida sobre o seu caminho na vida. Seu empenho era dirigido à reunião de todos os experimentadores, naquela época ainda raros e muito dispersos.

A residência de Hanna Buschbeck passou a ser, a partir de 1972, ponto de encontros regulares, tanto regionais como internacionais. Ela conseguiu levar importantes cientistas e parapsicólogos como palestrantes para esses encontros, entre eles o prof. Hans Bender, Burkhard Heim, o prof. Alex Schneider, Friedrich Jürgenson, dr. Konstantin Raudive e, do exterior, o prof. Argumosa, da Espanha, o pastor Leo Schmid, da Suíça, o prof. Uphoff, dos Estados Unidos, e muitos outros.

Ela própria também fez palestras bem fundamentadas, e dava entrevistas no país e no exterior. Em 1975, por exemplo, discursou na Sociedade para Pesquisas Parapsicológicas, em Santa Barbara, Califórnia (EUA), da qual era membro honorário. E, a partir de 1970, estabeleceu contatos decisivos com George Meek, que se tornaria mundial-mente conhecido, junto com sua equipe, devido ao sucesso do Spiricom 1982.


Hanna Buschbeck teve grande influência sobre as pesquisas de vozes em fita magnética, e foi a verdadeira fundadora da Associação para as Pesquisas de Vozes em Fita Magnética, cuja vice-presidência exerceu de 1975 até outubro de 1980, colaborando com todo o seu conhecimento e seus contatos internacionais. Ao lado de Friedrich Jürgenson e de Konstantin Raudive, ela foi pioneira nas pesquisas de vozes em fita magnética.


Já com setenta e seis anos, Hanna adquiriu um computador e aprendeu a operá-lo (com o Basic), para poder pesquisar as influências PSI sobre calculadoras eletrônicas com relação à transcomunicação.


Em 14 de abril de 1984, Hanna Buschbeck passou para o outro mundo, de cuja existência ela, devido às experiências de muitos anos, estava firmemente convencida.


Em 1987, Hanna Buschbeck foi captada na televisão do casal Harsch-Fischbach, em Luxemburgo, como uma jovem mulher, que sorri e move os lábios, parece dizer "Liebe" (amor)







Fonte: Ponte entre o Aqui e o Além, Hildegard Schafer

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page